Gravidez inesperada e rejeição - Perguntas dos amigos ...


João, encontrei seu blog, e sou espirita como voce.
Mas eu tenho algumas dúvidas.
Meu namorado não aceita minha gravidez pelo fato de ter sido tudo muito rápido. Ele é incapaz de gostar do bebe, que se chama ____________ e tem 6 meses na minha barriga. Ele pensa varias vezes em aborto até hoje. Fica rezando para o bebe não nascer. Temos 20 anos de idade e não esperavamos isso, até porque a situação não era esperada, sempre usamos camisinhas e remédio, mas foi a falha da camisinha que permitiu a vinda do _______.
Meu nome é ___________ e do meu namorado ________, nos damos muito bem apesar de tudo, mas ele quer somente a mim e não ao bebe.
Tem algo que eu possa fazer para ajudar os dois (interrogação).
Espero respostas.


Prezada _______________, bom dia.

Desculpe a demora em responder seu e-mail, entretanto ultimamente não tenho tido condições de atender aos amigos o quando deveria ou gostaria.

Antes de tudo quero lembrar que as colocações que farei aqui são de acordo com meus entendimentos, embasados em estudos espíritas, entretant sem a intenção de representar a posição do espiritismo sobre o assunto nem a verdade absoluta, ok?

Entendo este processo de rejeição por parte de seu namorado como um processo natural para o momento em que vocês estão. Não pude deixar de perceber que você está na florida, estudando e buscando uma melhor qualificação para atender as necessidades da sua vida pessoal e profissional. Acredito que ele seja o jovem que aparece na foto com você e, posso perceber, que são jovens e cheios de vida e sonhos.

O provável motivo desta não aceitação é o medo de "perder" aquilo com o que vocês sonham hoje. Talvez a incerteza do futuro ou o medo da responsabilidade para com outro ser... Pode ser fruto do medo de ser PAI ou do não desejo de constituir família devido ao receio da responsabilidade e do compromisso... talvez ele se ache muito novo para este tipo de mudança... enfim, podem existir diversos aspectos pessoais, econômicos e sociais envolvidos nesta rejeição, observando-se por este lado.

Pelo lado espiritual, entretanto, podemos ter - e repare que não estou afirmando, apenas cogitando - um processo de rejeição espiritual devido a antagonismos anteriores. É possível que o espírito reencarnante seja um desafeto de seu namorado e que, nesta encarnação, ambos tenham recebido a chance de resgatar as antipatias anteriores através do processo da paternidade.

Assim sendo é possível que, subconscientemente, o seu namorado esteja sentindo as vibrações/fluidos do espírito reencarnante - ou até que inconscientemente se lembre dos encontros que tiveram no mundo espiritual antes e durante o processo de reencarne - e que em sentido estes fluidos esteja inconscientemente repelindo o seu "inimigo" de outrora. Este processo é natural e normal de acontecer em inúmeros casos deste tipo.

É importante, porém, perceber que este tipo de gravidez - levando em conta que vocês tenham tomado todas as precauções - aparenta ser do tipo assistida e programada pela espiritualidade, a qual aproveitou a chance dada para iniciar o processo. Toda gravidez é um processo de renovação e transformação para os envolvidos, e é assim que deve ser compreendida neste caso.

Ao meu ver a intervenção e programação espiritual está bastante explícita - de acordo com os fatos relatados - bem como a necessidade desta gravidez na vida de vocês, especialmente do pai e do filho. Por isso é necessário carinho, paciência e amor de sua parte para conscientizar seu namorado dos fatos e iniciar com ele um processo de aceitação, pois que a negação e o afastamento trarão as piores consequências - uma oportunidade perdida e, quem sabe, novos e maiores desajustes.

É necessário que ele compreenda que este processo, longe de ser um "atrapalho" de vida é a oportunidade de vencer pelo amor o que o ódio e a mágoa criaram ao longo das existencias anteriores. Neste processo fica bem claro o papel que ele deve executar, pois que ao designar para ele o posto de "pai" a espiritualidade mostra que ele já está preparado para vencer inimizades, construir elos fraternos e entender e auxiliar o reencarnante durante esta encarnação. O pai, neste caso, é o orientador responsável que deve acompanhar e exemplificar no desenvolvimento do filho.

Entretanto, minha irmã, você também tem papel preponderante neste caso, pois que está como mediadora entre os dois, guiando, amparando e socorrendo a ambos com amor e cuidados necessários para o bom desempenho das responsabilidades nesta encarnação.

Não obstante, devido a nossa liberdade de escolha e arbítrio - e sem querer afirmar nada, apenas fazendo uma observação - é muito necessário equilíbrio, firmeza e determinação de sua parte para não sucumbir as influencias para a realização do aborto ou coisa parecida; bem como você deve estar preparada para qualquer mudança de atitude por parte de seu namorado que venha a causar um afastamento de vocês, temporário ou não.

Durante todo este processo, minha irmã, a sua arma deve ser o amor e o seu escudo a fé em Deus, pois que sabemos que nada é por acaso e que tudo vem para o nosso melhor - mesmo que não desejemos naquele momento.

Converse longa e profundamente com seu namorado, tente esclarecer a ele determinados aspectos da vida espiritual, procure fazer com que, se pelo menos ele ainda não ama o pequeno reencanante, que não o deseje mal... este já será o início do processo de aceitação.

Orem juntos, leiam juntos textos edificantes, vão a casas de oração juntos, participem de ações sociais beneficiando crianças... tudo isto será de grande valia para ele.

Segue tua vida e encara este novo desafio como uma benção e uma dádiva que Jesus coloca em teu colo, a oportunidade de gerar vida e socorrer a espíritos em necessidade de amor. Ama, indiscriminadamente, confia em Deus e ora por auxílio e esclarecimento para teu namorado. Assim a espiritualidade evangelizada estará sempre ao teu lado te dando sabedoria, forças e compreensão para o que necessitares.

Paz contigo.

João

TOC e aceitação pessoal - Perguntas dos amigos ...


Olá , meu nome é ___________, tenho ____ anos , sou espirita e tenho varias duvidas do momento que estou passando.
 Ultimamente , em meu ponto de vista , minha vida não está indo bem. Eu sei que não é psicologo mas preciso de ajuda . Tenho vários TOCs ( com comida, masturbação , preguiça ) não sei se isso é normal mas , sei lá , não aguento mais tento mudar e não consigo. Depois que terminei o meu namoro não consegui amar de novo , fiquei no quase , mas não consegui . Eu sei que não tô bem , tem algo me atrapalhando e eu não consigo achar para consertar . Todo dia antes de dormir , eu agradeço a Deus pelo dia e por tudo e peço orientação , sempre espero a resposta em meus sonhos ( que também tenho problemas com eles ) mas não vem , essas orientações vem durante o meu dia sem eu esperar e tenho que tomar as decisões espontaneamente . Em falar em sonhos , sempre tento interpreta-los , não sei se é perda de tempo , porque uma vez sonhei que a menina que eu estava " quase " apaixonado se declarou para mim , tentei buscar fundos e fundos mas nada! Eu não to bem , como pode perceber rs , por favor me ajude


Prezado ___________, bom dia.

Perdoe a demora, entretanto não tenho conseguido responder aos amigos como gostaria ou deveria, agradeço sua compreensão.

Perceba que nada que falarei aqui tem a intenção de ser verdade absoluta ou a posição do espiritismo a respeito de algo; apenas a minha opinião pessoal embasada em estudos espíritas, ok?

Não devo nem posso dizer a você o que fazer - nem ninguém para ser sincero - pois que cada um tem a necessidade e o dever de construir seu caminho e realizar suas escolhas. O que muitas vezes necessitamos é de conselhos e esclarecimentos ou observações de pessoas que já tenham mais experiência que nós em determinados assuntos e, analisando estas informações, podemos então decidir o que nos parece melhor, de acordo com o nosso estado consciencial do momento.

Não existem decisões erradas... apenas decisões que nos levam por caminhos mais longos, dolorosos ou tortuosos... entretanto todos nós ao final estaremos em harmonia com o Pai, assim nos esclarece Jesus.

As escolhas que tomarmos é que acelerarão ou retardarão o processo de equilíbrio e harmonia íntimas, o único que nos dá a paz e felicidade que procuramos em locais distantes e em outras pessoas.  Esta paz e felicidade apenas encontraremos em nosso íntimo, através da harmonização e equilibro de nós mesmos; o que é fortemente auxiliada pela evangelização do ser.

Você é MUITO jovem e por isso mesmo tem todo um mar de possibilidades a serem trabalhadas em seu favor. 

Muitos de nós nos perdemos pois desejamo ser aquilo que as pessoas querem que sejamos. outros porque desejamos ser o que não somos ou ter o que não temos, e deixamos a nossa felicidade nas mãos de pessoas e objetos que ainda não conhecemos ou possuímos. 

Precisamos aprender a nos aceitar e a entender as nossas limitações e capacidades; e este auto-conhecimento será a chave para a nossa felicidade e realização íntimas.

Por exemplo: você fala sobre tocs... quando observamos reacionalmente o que nos acomete, e aceitamos a nossa condição sem culpa ou remorso, conseguimos identificar se aquilo está fazendo mal ou bem e, a partir daquele momento, focar nossos esforços na mudança que necessitamos. Não precisamos domar nossas más inclinações todas de uma vez - isso é impossível pois o universo não dá saltos - mas podemos ir trabalhando cada uma delas, uma por vez - e isso é possível e bem mais fácil de fazer.

Por isso devemos fazer este mergulho para o nosso interior e, olhando no fundo de nossos próprios olhos, decidir em que vamos trabalhar hoje, amanhã e depois - e focar nossos esforços e atenção no objetivo.

De início não será fácil e escorregaremos e cairemos muito; mas com o tempo as nossas convicções vão se fortalecendo e estaremos mais seguros no caminho.

Não se preocupe em demasia com o coração; deixe a vida fluir e verá que ela te trará ou levará a alguém que te aceite e deseje, bem como você a ela.

Nossos sonhos não são fonte confiável de informações e orientação, pois que podem receber inúmeras e imensas influencias de diversos aspectos, inclusive de nosso inconsciente. Então deixe-os onde estão e siga o caminho que leva a sua evangelização e harmonização íntimas.

Acredito que a participação em uma casa de oração de sua preferencia seja bastante importante. Pois que sozinhos muitas vezes não temos forças para conseguir o nosso intento, entretanto participando de estudos e trabalhos sociais em casas de oração estaremos sempre seguindo o bom conselho de Jesus e travando o nosso bom combate.

Ore, querido amigo, ore a Deus por forças e sabedoria. mas também por compreensão e orientação e, no devido tempo e com o verdadeiro esforço de sua parte, os amigos espirituais encontrarão os canais para te influenciar e orientar mais efetivamente - mas sempre pese e observe suas intuições, pois que nada de mal (para si ou para o próximo) virá de bons conselhos.

Os vícios que temos podem ser tranformados... a preguiça pede trabalho do bem, a comida pede distribuição fraterna e a masturbação pede esforço criativo em outros campos... tudo pode ser revertido em ações de amor e transformação quando nos dedicamos com carinho e compromisso verdadeiros.

O esforço na sua transformação trará, com o tempo, os efeitos que você perceberá e que darão mais incentivo para que continue.

Paz contigo.




Perda de Bebê e "fúria" - Perguntas dos amigos ...


Olá, desculpe incomodá-lo diretamente no seu e-mail, mas tentei mandar a mensagem pelo blog Bomespírito.com e não estava conseguindo. Se puder me ajudar serei grata.
O caso é o seguinte:
"Perdi uma filha recentemente, com 7 meses de gravidez e me sinto desnorteada espiritualmente. Minha mãe é espírita e já busquei maneiras de me  aquietar quanto a dor que sinto, mas todos os meus esforços tem sido em vão. Quando busquei respostas no espiritismo só  encontrei mais fúria, pois as alternativas eram sempre de que a minha filha optou por isso, ou para expiar algum pecado. Acho isso injusto, era a minha primeira filha e os médicos não souberam explicar ou apontar nenhuma causa. Me sinto culpada, com medo de ter feito algo errado ou ter sido odiada por alguém a quem amei tanto. Sinto que preciso de orientação para seguir em frente pois estou grávida novamente de 5 meses e ainda não consigo lidar com o assunto nem me ligar emocionalmente com esse novo bebê."
Aguardo resposta e agradeço.


Prezada Irmã, bom dia.

Não se preocupe em enviar o e-mail... embora ultimamente não tenha tido condições de atender aos amigos como desejaria ou deveria, me sintonizei com seu relato e uma expressão utilizada por você me preocupou bastante: "no espiritismo só  encontrei mais fúria"... por este motivo tomo a liberdade de responder seu e-mail e espero poder atender da melhor maneira possível.

Espero, também, poder contar com sua compreensão para que possa expor os pensamentos e conceitos sem medos ou receios de causar mágoa ou melindre, mesmo que necessite ser sincero e transparente em minhas colocações - de conformidade com as minhas convicções, sem a intenção de representar o espiritismo ou qualquer outro campo da espiritualidade, apenas expondo meus conceitos embasados em estudos espíritas.

Bem como não desejo, com este simples e-mail, alterar sua compreensão da vida ou seus conceitos e conflitos íntimos... apenas tentar aliviar e esclarecer um pouco o que você me questiona, e assim conseguindo, te incentivar a buscar as respostas e reflexões que necessitar nas orientações e consolações de Jesus, nosso irmão maior e Mestre inigualável.

Desta forma, prezada amiga, retorno ao ponto que me preocupou pois que a Doutrina espírita, longe de ser fomentadora de raiva ou fúria, desespero ou aflição, é uma das ferramentas divinas utilizadas para a difusão do consolo e orientação a todos nós, espíritos endividados, que andamos por estas paragens de dor e sofrimento que nos serve de abençoada escola e crescimento espiritual.

A Terra - como a conhecemos hoje - ainda é um mundo destinado a expiações e provas; onde nós - os espíritos imortais - ainda aprendemos e crescemos através do enfrentamento de situações difíceis e oportunidades de transformação e renovação. O sofrimento em nossa esfera é ainda necessário para este objetivo pois que ainda somos por demais infantis para compreender o amor e a felicidade sem experimentarmos a dor e a tristeza. A exemplo de crianças mimadas e mal comportadas que necessitam de corretivos para aprender a lição de convivência harmoniosa.

Assim TODOS nós temos em nossa caminhada terrena imortal - durante diversas existencias diferentes - o nosso caminho traçado e escolhido na imensa maioria das vezes por nós mesmos e nossas escolhas. Escolhas estas que invariavelmente trarão consequencias para o nosso futuro e servirão de espinhos ou flores, para nos açoitar ou aliviar, no caminho que seguimos; pois que a lei de causa e efeito é imutável e inexorável em nossa vida, Lembrando as palavras de Jesus quando nos esclarece que a cada um será dado de conformidade com suas obras; bem como quando afirma que o escandalo é necessário em nosso atual estágio - compreendendo o escandalo como o mal e o sofrimento - entretanto que não devo ser eu o causador de tal feito, deixando assim que a vida tome as providencias cabíveis a cada um dos envolvidos, sem que eu necessite magoar ou macular ao próximo... infelizmente quase nunca agimos assim ou lembramos estes conceitos simples que Jesus nos orienta.

Veja por exemplo: quando Jesus nos orienta a amar ao próximo como a nós mesmos, ele está, em verdade, nos dando a receita de libertação espiritual e consciencial que necessitamos para buscar a harmonia íntimas que necessitamos. quando agimos com amor para com o próximo e não erramos para com ele, além de não causarmos danos aos nossos irmãos estamos nos libertando de raivas, dores, amarguras, vinganças, tristezas e frustrações que possam advir de qualquer problema ou contenda que tenhamos para com o nosso próximo... desta forma compreendo a mensagem de Jesus não como um incentivo egoista, como muitos dizem, para que "eu me ame primeiro antes de amar ao outro"... mas sim como uma proposta auto-libertadora da minha consciência através de um ato da minha vontade  que reflete seus raios de benefícios em mim mesmo, através do bem que realizo ao próximo... dá pra entender?

Por isso não concordo com as afirmações que muitos divulgam sobre "pagamento de pecados", "castigo divino", "carma pesado" ou coisas assim... prefiro compreender a lei de causa e efeito com a busca pela harmonia interior que me leva a plenitude... e esta harmonia somente poderá ser alcançada através do meu equilíbrio espiritual... e este equilíbrio é necessário e desejado por mim, mesmo que inconscientemente, pois que todos buscamos e ansiamos por uma felicidade e paz, as quais ainda não compreendemos e confundimos com bem estar físico e econômico.

O nosso espírito inconscientemente conhece esta necessidade e anseia por ela, por isso temos esta necessidade de sermos felizes e - quase sempre - colocamos esta condição nas mãos de outras pessoas, esquecendo que os principais construtores de nosso destino somos nós mesmos e apenas em equilíbrio é que conseguiremos encontrar o que desejamos dentro de nós e não no exterior.

Ai você pode perguntar: sim, mas o que isto tem a ver com o que eu falei? e retornamos a lei de causa e efeito que, durante todos os séculos que buscamos a nossa felicidade - de maneira mais ou menos acertada - vai catalogando em nossas consciências as atitudes e escolhas que tomamos para que possamos, num futuro próximo ou distante, quando estivermos em condições de compreender a vida e suas leis, iniciar a busca pela harmonização reparando e resgatando para com a vida E CONOSCO MESMO o que equivocamos em nosso passado.

Neste momento - quando já estamos em condições de compreender a dor e o sofrimento não como simples problemas e causadores de angustias, mas sim como necessidade de evolução e ferramentas de ensino - é quando passamos a vivenciar, nas diversas encarnações, oportunidades de resgate e renovação, as quais muitas vezes nós mesmos solicitamos e programamos quando estamos no mundo espiritual, antes de reencarnar, quando temos maior e melhor consciência de nós e nossas necessidades - pois, como Jesus informou, a carne enfraquece nossas consciência e compreensão do mundo espiritual; e por isso muitos de nós reclamamos, desgostamos e nos revoltamos em determinados momentos em que somos faceados com situações que não são agradáveis a nós, em diversos aspectos.

Perceba que não estou criticando ou acusando a ninguém de nada; até porque tenho a compreensão que todos estamos em diferentes níveis conscienciais e que em nosso atual estágio é natural e normal procedermos assim... é apenas mais um degrau em nossa evangelização.

Embora você não especifique em seu e-mail acredito que sua gestação foi interrompida de forma natural, isto é, sem problemas ou interferência externa, estou correto?

Desta forma perceba que é possível sim que o espírito reencarnante tenha solicitado que a gestação fosse interrompida por alguma necessidade de resgate; ou que ele necessitasse deixar no corpo físico algum problema que tivesse no perispírito para que na próxima encarnação esteja em melhores condições para o reencarne; é possível que fosse um espírito em estado de dormência que necessitasse do choque anímico causado pelo processo de reencarne para retornar ao seu processo evolutivo; poderia ser um espírito necessitado apenas de algum tempo na carne para completar o tempo necessário e então mudar seu padrão vibratório para alçar novos vôos, talvez um espírito de um desafeto que não conseguiu resistir a antipatia e desistiu da encarnação... muitas podem ser as razões para o acontecido se observarmos pelo lado do espírito reencarnante.

Observando pelo seu lado e de sua família este certamente foi um teste de resignação, compreensão e fé; pode também ser a oportunidade de aprender a deixar ir quem se ama; descobrir como trabalhar a saudade que dói; de buscar entender a frase "seja feita a vossa vontade" e não a nossa; quem sabe oportunidade de união e fortalecimento no relacionamento seu com seu esposo, com seus pais; quem sabe a chance de firmar uma maior relação com Deus? perceba que também existem diversos aspectos que podem ser motivadores do acontecimento e que representam necessidades do(s) encarnado(s).

Entretanto, querida irmã, o que desejo te mostrar com todo este grande "jornal" que te escrevo é que - partindo do fato da perda ter acontecido naturalmente e aparentemente sem explicações físicas ou clínicas - é porque HAVIA de acontecer; compreende? Este acontecimento, por mais trágico e doloroso que pareça aos olhos do hoje, já havia sido programado e preparado para que do encontro entre dois espíritos ligados surgisse uma única e exclusiva oportunidade de libertação, renovação e transformação para todos os envolvidos.

Consegue perceber a grandeza espiritual deste acontecimento? a magnitude do encontro ou reencontro de dois espíritos que vem se auxiliar mutuamente e interferir beneficamente nas existencias dos dois ou mais envolvidos? o carinho e cuidado com que a espiritualidade prepara cada passo deste acontecimento de forma a transformar resgates e dores de um passado (porque todos estamos ainda desarmonizados interiormente) em oportunidades de crescimento, harmonia e evangelização? Entende que mesmo que doa no momento, nesta vida passageira, no futuro, na via imortal do espírito, incomensurável será  a alegria do reencontro e da consciencia que venceram juntos mais um passo e subiram mais um degrau nesta escalada eterna que se chama vida?

Por isso, minha irmã, te convido a retirar de teu coração a raiva, fúria ou frustração; a dor, o desespero e a culpa; pois que aconteceu o melhor que devia acontecer para ambos neste momento de suas vidas; foi aplicado o remédio amargo que cura a doença e liberta o doente.

Acalma teu coração e recebe este ser que está em teu ventre com muito amor, esperança e, principalmente, gratidão por poderes estar novamente com um espírito em imensa necessidade em teu ventre abençoado e (quem sabe) PODE ser inclusive o que se foi momentaneamente para retornar agradecido e te dar o sonhado presente da maternidade completa desta vez... Mãe que já és por aceitar, amparar e auxiliar o de que se foi; mãe agora podes ser do que retorna e necessita de teu carinho e amor incondicional; e não maculado pela dor, dúvida ou raiva.

Não te apegues as dores do passado; deixa o passado onde se encontra, como fonte de aprendizado... se agarre com o futuro, pois que esta é a oportunidade que você tem agora e deve valorizar, viver e sentir o amor crescendo a cada momento.

Abre teu coração em oração, minha irmã, e agradece a Jesus por ter te escolhido para a missão novamente, independente dos espinhos que tenhas sentido em teus pés doloridos... lembra que ele apenas coloca cargas em ombros que podem suportar.

Transforma teus sentimentos de dúvida, descrença e revolta em sentimentos de fé, certeza e esperança; pois em teu ventre brilha a vida e a vida é sempre esperança e amor, em todos os momentos de nossa existência.

Ore sempre e agradeça aos céus por todas as bençãos recebidas, pois que quase sempre esquecemos que a dor também é uma benção - a qual ainda não compreendemos, mas a vida é uma benção maior ainda e deve ser agradecida, sentida e vivida com todo coração a todo momento.

Jesus te abençoe, minha querida, e te permita realizar mais este sonho.

PAz contigo.

Entrega de Páscoa 2014 - Agradecimentos ...

Queridos amigos, bom dia!


Gostaria de, mais uma vez, agradecer imensamente ao carinho, apoio, confiança e colaboração de todos que tornaram possível - direta ou indiretamente - a nossa campanha de Páscoa do ano 2014 na cidade de Bezerros.

Foi um evento lindo e com a presença massiva das crianças e (inesperadamente) de seus responsáveis...

A grande maioria das crianças estava linda e arrumada - todos vestindo a roupa "domingueira" - e nos agraciaram com muitos momentos de diversão, alegria e fraternidade.

Foram distribuídos nesta campanha 152 kits contendo: 01 cx chocolate BIZZ, 01 pacote de Biscoito maria de Chocolate e 01 Salgadinho.

No lanche eles saborearam: Cachorro quente, Bolinhos e Refrigerante para todos - crianças e adultos.

Foi uma festa maravilhosa e faltou apenas um detalhe: A presença de todos os amigos que nos auxiliaram... mas sei que nas próximas nos encontraremos certamente!

A todos os queridos amigos MUITO OBRIGADO em nome da equipe de trabalho dos centros espíritas da Cidade de Bezerros: E4, Apolo e Caminho de Luz.

Seguem abaixo algumas fotos do evento para que possam apreciar o fruto dos esforços de todos nós reunidos.

PAz com Todos.



João. Lilian e Tito









































































Related Posts with Thumbnails